Fevereiro no Hot Clube

Demian Cabaud [Fotografia: Antonio Porcar]

O Hot Clube de Portugal já apresentou a programação para o mês de Fevereiro (e início de Março). Pela Praça da Alegria vão passar vários projectos nacionais e internacionais: Demian Cabaud Astah, Mário Franco (com o excelente disco “Rush”), Lithium (quarteto luso-finlandês com André Fernandes), o histórico Lokomotiv de Carlos Barretto e o novo trio Bica/Santos/Mortágua. Em Fevereiro e Março realiza-se ainda o ciclo especial “Piano Solo”, com várias actuações de pianistas: Filipe Raposo (27 Fev.), João Paulo Esteves da Silva (28 Fev.), Óscar Marcelino da Graça (1 Mar), Mário Laginha (6 Mar.), Paula Sousa (7 Mar.) e Luís Figueiredo (8 Mar.). Há jam sessions nos dias 13 e 20 de Fevereiro, organizadas pelo saxofonista César Cardoso, com entrada livre.

Programa completo [PDF]

Disco: “Rush” de Mário Franco

Mário Franco
“Rush”
(Nischo, 2017)

Mário Franco é um experiente contrabaixista que, já com uma longa carreira, chega aqui ao seu terceiro disco na condição de líder. No ano de 2006 editou “This Life” (TOAP), disco gravado em quinteto que contou com o convidado especialíssimo David Binney. Em 2014 editou “Our Door” (TOAP / OJM), gravado em trio com Sérgio Pelágio (guitarras) e André Sousa Machado (bateria), uma abordagem mais despida e directa. É ainda um dos vértices do quarteto Cine Qua Non (com Paula Sousa, João Paulo Esteves da Silva e Afonso Pais).

Franco integra também o trio de Esteves da Silva, que gravou o excelente “Brightbird” (um dos grandes discos nacionais do ano, que tem merecido também justificada atenção internacional). Este seu novo disco é o oposto completo: em vez da suavidade acústica e poética do JPES Trio, temos aqui uma música eletrificada; em vez da improvisação aberta, temos aqui composições bem definidas e estruturadas.

O contrabaixista lidera um grupo focado na electricidade, próximo do rock: há uma guitarra elétrica (Sérgio Pelágio); piano Fender Rhodes, orgão Hammond e outros teclados (Luís Figueiredo); piano e electrónicas (Oscar Graça); e bateria e percussão (Alexandre Frazão). O próprio Franco, além do contrabaixo, também se aplica no baixo eléctrico e samples. Todas as composições são originais, a maioria escrita exclusivamente por Franco, algumas de composição partilhada com Pelágio (três temas) e ainda um outro escrito em parceria com Pelágio e Frazão. (…)

Texto completo no site Bodyspace:
http://bodyspace.net/discos/3251-rush/

Joana Reais Ensemble em concerto solidário

[Fotografia: Vera Marmelo]

A cantora Joana Reais vai apresentar-se ao vivo num concerto solidário que irá reverter para a Associação Salvador. O concerto realiza-se no Teatro da Trindade no próximo dia 1 de Fevereiro, quinta-feira, às 21h30. A acompanhar a cantora estarão Múcio Sá (guitarra), Miguel Menezes (contrabaixo) e André Mota (bateria). Juntam-se ainda dois convidados especiais: a cantora Maria João e o pianista Carlos Garcia. O bilhetes têm o custo de 10€ ou 15€ e estão à venda nos locais habituais (Fnac, Worten, El Corte Inglês, CTT, bilheteira do teatro e online em teatrodatrindade-inatel.bol.pt).

Pedro Branco: ao vivo e novidades para breve

[Fotografia: Márcia Lessa]

O guitarrista Pedro Branco vai apresentar-se ao vivo com dois concertos em trio, com João Custódio (contrabaixo) e Jorge Moniz (bateria). O grupo que gravou o disco “Reencontro” (Sintoma Records) vai mostrar-se em dois concertos na margem Sul do Tejo: na ADAO (Barreiro) no dia 18 de Janeiro e no Círculo de Jazz de Setúbal no dia 19.

Actualmente a residir em Amesterdão, o guitarrista promete mais novidades para breve: “Em Abril volto a Portugal para apresentar um novo projecto em parceria com o baterista João Sousa, chamado Old Mountain. A apresentação vai ser no Hot Clube e vai contar com o Gonçalo Marques, o Demian Cabaud e o Nicolò Ricci. Com este projecto já gravámos dois discos que sairão ainda este ano: um disco em trio (com o Gonçalo Marques) e outro em quarteto +1 (com o Mauro Cottone no contrabaixo, o Nicolò Ricci no tenor e o George Dumitriu como convidado na viola).”

Fica também desde já prometido um novo disco de Eel Slap!, o duo de  improvisação livre que mantém com o baterista João Lencastre. Na sequência da edição de “Vol. I” (Flea Boy Records), fica a garantia de que o segundo álbum “já está misturado e masterizado e sai já este ano também”.

Aí está mais um Círculo de Jazz de Setúbal

André Rosinha

O Círculo de Jazz de Setúbal vai chegar à sua 7ª edição. O festival realiza-se entre os dias 17 e 27 Janeiro, apresentando quatro noites de concertos e dois filmes. Com uma programação diversificada, este ciclo junta vários projectos nacionais e internacionais: trio Branco / Custódio / Moniz, Guitarras Portuguesas, Cláudia Franco, Broken Circuits Quartet, André Rosinha (atenção do disco “Pórtico”!), Tatiana Cobbett, Granado Quarteto e Desbundixie. O programa é complementado com dois filmes: “Whiplash” (Damien Chazelle, 2014) e “Miles Ahead” (Don Cheadle, 2016). Os concertos terão lugar na Casa da Cultura (dia 19) e na Sociedade Musical Capricho Setubalense (dias 20, 26 e 27), os filmes serão exibidos no Cinema Charlot. Aqui fica o programa completo.

17 Jan, 18h00: Cinema “Whiplash”
19 Jan, 22h00: Branco / Custódio / Moniz
19 Jan, 23h30: Guitarras Portuguesas
20 Jan, 21h30: Cláudia Franco
20 Jan, 23h00: Broken Circuits Quartet
23 Jan, 18h00: Cinema “Miles Ahead”
26 Jan, 21h30: André Rosinha Quinteto
26 Jan, 23h00: Tatiana Cobbett
27 Jan, 21h30: Granado Quarteto
27Jan, 23h00: Desbundixie

Casa Fernando Pessoa acolhe novo ciclo de piano


João Paulo Esteves da Silva [Fotografia: Vitorino Coragem]

A Casa Fernando Pessoa vai acolher um novo ciclo de piano. “O piano no meio da sala” é o nome do ciclo que vai acolher actuações de vários pianistas e o primeiro concerto terá lugar no dia 18 de Janeiro, às 19h00, com João Paulo Esteves da Silva (o disco “Brightbird” continua fresco). Seguem-se depois os pianistas David Schvetz (Março), Paula Sousa (Abril), Mário Laginha (Maio) e Pedro Burmester (Junho). A Casa Fernando Pessoa fica situada na Rua Coelho da Rocha 16 (Campo de Ourique), em Lisboa, e os bilhetes para este ciclo têm o preço único de 5€.

Valença acolhe ciclo de jazz


Mariana Vergueiro

Nos meses de Janeiro, Fevereiro e Março realiza-se em Valença um ciclo de jazz, apresentando dois concertos por mês. O Ciclo de Jazz de Valença terá lugar entre a Quinta do Caminho e o Auditório CILV e o programa é assegurado exclusivamente por músicos ligados à Porta-Jazz: Alexandre Coelho, Mariana Vergueiro, Renato Dias, MAP, Luis Lapa & Pé de Cabra e Miguel Ângelo. Os concertos começam sempre às 21h30 e têm entrada livre. Aqui fica o programa completo.

3 Jan: Alexandre Coelho Quarteto (Quinta do Caminho)
27 Jan: Mariana Vergueiro Quarteto (Auditório CILV)
10 Feb: Renato Dias Trio (Quinta do Caminho)
17 Feb: MAP (Quinta do Caminho)
10 Mar: Luis Lapa & Pé de Cabra Quinta do Caminho
24 Mar: Miguel Ângelo Quarteto (Auditório CILV)

Disco: “Kill the Boy” de João Espadinha

João Espadinha
“Kill the Boy”
(Sintoma, 2017)

Natural de Lisboa, João Espadinha é um jovem guitarrista com formação académica consolidada. Passou pela Escola de Jazz Luiz Villas-Boas do Hot Clube (estudou com guitarristas como Afonso Pais, André Fernandes e Bruno Santos) e frequentou o Conservatório de Amesterdão, onde concluiu a licenciatura em guitarra jazz. Espadinha apresenta agora o seu disco de estreia.

Nesta sua estreia discográfica na condição de líder Espadinha chefia um sexteto onde a sua guitarra eléctrica conta com a companhia de Bruno Calvo (trompete), Nicolo Ricci (saxofone tenor), João Pedro Coelho (piano), Giuseppe Romagnoli (contrabaixo) e Andreu Pitarch (bateria). O disco conta ainda com duas cantoras convidadas: Mariana Nunes, no tema “6th Floor”, e Joana Espadinha na última faixa.

O título do disco, Kill the Boy, é uma citação gamada ao livro A Feast For Crows de George R. R. Martin, um dos livros que sustenta a série Game of Thrones. Para o autor o título representa uma metáfora para “a entrada na vida adulta e remete para a transição difícil de sair da escola e de entrar no mercado de trabalho, no mundo real”. (…)

Texto completo no site Bodyspace:
http://bodyspace.net/discos/3243-kill-the-boy/

Ricardo Toscano actua com Orquestra de Jazz de Espinho

O saxofonista Ricardo Toscano vai abrir o ano novo actuando como convidado da Orquestra de Jazz de Espinho. Com direcção musical de Daniel Dias e Paulo Perfeito, o espectáculo “A voz do alto” vai revisitar o repertório de lendas do saxofone como Jonnhy Hodges, Charlie Parker, Cannonball Adderley, Art Pepper e Ornette Coleman. A orquestra actua no Auditório de Espinho a 5 de Janeiro e no Teatro Municipal de Bragança no dia seguinte, dia 6.

Lx Jazz Sessions continuam em Janeiro

As Lx Jazz Sessions, que em Dezembro ressuscitaram no Rive Rouge, vão agora continuar. A programação para o mês de Janeiro já está fechada e apresenta um conjunto de nomes verdadeiramente históricos do jazz português: a cantora Maria João, os contrabaixistas Carlos Barretto e Carlos Bica e os pianistas Mário Laginha e João Paulo Esteves da Silva. Aqui fica a programação completa.

3 Jan: Maria João “Ogre”
10 Jan: Carlos Barretto “Lokomotiv”
17 Jan: Carlos Bica Trio
24 Jan: Mário Laginha Trio
31 Jan: João Paulo Esteves da Silva Trio