Pianistas no São Luiz


Joana Gama

O Teatro São Luiz também já revelou a programação para a nova temporada, onde se destacam concertos com pianistas portugueses. A 22 de Novembro Filipe Melo e Filipe Raposo apresentam “A Biblioteca dos Músicos”, concerto integrado nos Dias do Desassossego ’17. Este espectáculo pretende reflectir os livros que inspiraram os músicos e vai ainda incluir duas composições inéditas: um tema dedicado a Fernando Pessoa, outro para José Saramago. No dia 24 de Novembro a pianista Joana Gama apresenta o espectáculo “I Love Satie”, recital de piano à volta do repertório de Erik Satie que irá assinalar o lançamento do disco “Satie.150”. No São Luiz os espectáculos começam sempre às 21h00.

Há jazz em Santarém

18486157_1518819021496482_2079115663939354272_n-800x445
Vasco Agostinho

No último fim-de-semana de Setembro vai realizar-se a primeira edição do Santarém Jazz Fest. No dia 30 de Setembro, a partir das 22h00, serão apresentados dois concertos: Quarteto Vasco Agostinho e Alexandre Bento Trio (Alexandre Bento, Yuri Daniel, Sebastian Scheriff). Os concertos terão lugar no Convento de São Francisco e o programa completa-se com uma audição de jazz comentada com José Duarte (Fórum Mário Viegas, dia 30, às 16h00) e um workshop de jazz com Vasco Agostinho (Fórum Mário Viegas, dia 1 de Outubro, às 14h00).

Esteves da Silva & Toscano: encontrar um caminho comum


João Paulo Esteves da Silva [Fotografia: Vitorino Coragem]

No próximo dia 4 de Outubro o Centro Cultural de Belém acolhe a actuação do duo João Paulo Esteves da Silva & Ricardo Toscano. Em antecipação a esse aguardado concerto, aqui fica um texto de antevisão que inclui declarações exclusivas do pianista.

O pianista, compositor e improvisador João Paulo Esteves da Silva é uma força viva da cena jazz portuguesa. Pianista original, Esteves da Silva combina a herança da tradição portuguesa com um virtuosismo improvisacional onde, além de exibir uma fulgurante qualidade técnica, denota um refinado sentido melódico. Após uma fase inicial na carreira em que pôs o seu talento ao serviço de outros músicos, nos últimos anos Esteves da Silva tem puxado para si mesmo os holofotes. Tem sido presença regular em múltiplos projectos na cena nacional, mas tem sido sobretudo alimentado projectos por si liderados.  Continue reading “Esteves da Silva & Toscano: encontrar um caminho comum”

Aí está o Guimarães Jazz


Nels Cline

A 26ª edição do festival Guimarães Jazz realiza-se de 8 a 18 de Novembro e, como habitualmente, apresenta uma programação rica, com muitos nomes internacionais. Do cartaz fazem parte nomes grandes como Nels Cline (o guitarrista dos Wilco vai apresentar o soberbo e subvalorizado “Lovers“, um dos melhores discos de 2016), o veterano Jan Garbarek, os extraordinários Mostly Other People Do The Killing e o Andrew Cyrille Quartet (a apresentar o excelente “The Declaration of Musical Independence”), entre outros. Aqui fica o cartaz completo do festival minhoto.

8 Nov, 21h30: Nels Cline “Lovers” (com Orquestra de Guimarães)
9 Nov, 21h30: All Star Orchestra plays “Jazz – The Story”
10 Nov, 21h30: Andrew Cyrille Quartet
11 Nov, 18h30: VEIN feat. Rick Margitza
11 Nov, 21h30: Mostly Other People Do The Killing
12 Nov, 17h00: Big Band e Ensemble de Cordas ESMAE (direcção de Jeff Lederer e Mary LaRose)
12 Nov, 21h30: Projeto Guimarães Jazz / Porta-Jazz #4
16 Nov, 21h30: Jan Garbarek Group feat. Trilok Gurtu
17 Nov, 21h30: Allison Miller’s Boom Tic Boom
18 Nov, 18h30: Jeff Lederer / Joe Fiedler Quartet feat. Mary LaRose
18 Nov, 21h30: Darcy James Argue’s Secret Society

Trompetistas no Maria Matos


Peter Evans [Fotografia: Vera Marmelo]

O Teatro Maria Matos acaba de apresentar a programação para os meses de Setembro e Outubro e destacam-se desde logo dois concertos com dois trompetistas. No dia 26 de Setembro o prolífico norueguês Arve Henriksen junta-se em palco ao austríaco Fennesz (lembremos que “Endless Summer” é a banda-sonora para um versão perfeito) para uma actuação marcada pela electrónica, improvisação e experimentação. A 31 de Outubro o virtuoso Peter Evans leva ao Maria Matos o seu Ensemble com o espectáculo “Action / Metempsychosis”. O programa completo, que inclui ainda propostas diversas como um tributo a La Monte Young e as Pega Monstro (em atelier de formação musical), já está disponível no site do Maria Matos Teatro Municipal.

Quem são Os Putos do Jazz?

Começou como página de Facebook, focada na divulgação de projectos jazz nacionais. Entretanto, o projecto ganhou dimensão e começou a promover as sua próprias “jazz sessions”, que têm acontecido com regularidade mensal no Club de Vila Real. Um dos mentores do projecto, Francisco Sousa, apresenta Os Putos do Jazz.

Como nasceu o projecto e quais os objectivos?
A ideia/conceito surgiu de três “putos” transmontanos/alto-durienses que partilham o gosto e a paixão pelo jazz. O objectivo é amplificar o panorama jazzístico português, dada a sua actual qualidade e quantidade (músicos, editoras, festivais, “hotspots”…).

Quem são Os Putos do Jazz?
Começamos três transmontanos/altodurienses: André Marques, 34 anos, Gestor, criador do nome do projecto e seu impulsionador inicial; Alberto João Mendonça, 31 anos, freelancer na área do audiovisual e comunicação, flautista e apaixonado pela música lusófona; e eu, Francisco Sousa, 32 anos, professor de educação musical e guitarrista/improvisador. No entanto já conseguimos “pescar” mais dois “putos” lisboetas: o João Esteves da Silva, 23 anos, frequenta o mestrado do Programa em Teoria da Literatura da Universidade de Lisboa e colabora com a jazz.pt desde o presente ano; e a Inês Cisneiros, 28 anos, advogada, tradutora e colaboradora da revista online arte-factos.netContinue reading “Quem são Os Putos do Jazz?”

ECM Records, 2017: A história continua

Apesar de todo o seu rico passado, a histórica ECM continua a mostrar-se como editora viva e ainda no ano passado publicou pérolas como “A Cosmic Rhythm with Each Stroke” da dupla Wadada Leo Smith & Vijay Iyer e outros discos memoráveis. Já não se trata de pura música “fria”, “gélida” ou “atmosférica”, hoje em dias as coordenadas meteorológicas continuam límpidas, mas são mais amplas. Na sua versatilidade, sempre com absoluta elegância, a editora alemã continua a marcar a cena jazz do nosso tempo. Aqui ficam alguns discos editados já neste ano de 2017, que voltam a afirmar a sua relevância e actualidade. Continue reading “ECM Records, 2017: A história continua”

As canções de Luís Barrigas na Culturgest

O pianista Luís Barrigas vai apresentar-se ao vivo na Culturgest no próximo dia 22 de Setembro. O concerto está integrado no ciclo “Jazz +351”, dedicado ao jazz contemporâneo feito em Portugal, e o pianista e compositor levará na bagagem o recente disco  “Songs with and without words” (crítica ao disco no jornal Público). A acompanhar o piano de Barrigas, estarão no palco Sofia Vitória e Guida de Palma (vozes), Desidério Lazaro e João Capinha (saxofones), Mário Franco (contrabaixo) e Alexandre Alves (bateria). Continue reading “As canções de Luís Barrigas na Culturgest”

Big Bands na rua

Como vem sendo tradição, durante o mês de Setembro as big bands invadem a capital. O ciclo “A Arte da Big Band”, com programação do Hot Clube de Portugal, apresenta um total de seis espectáculos em diferentes locais da cidade de Lisboa, sempre ao ar livre. O ciclo é promovido pela EGEAC, integrado no “Lisboa na Rua”, todos os concertos realizam-se em espaços públicos, sempre às 19h00, e têm entrada livre. Aqui fica a agenda completa.

1 Set | Orquestra Jazz do Hot Clube de Portugal
Jardim do Campo Grande

8 Set | Andalucia Big Band
Parque das Conchas (Lumiar)

15 Set | Big Band Júnior + Rita Maria
Jardim da Amnistia Internacional (Campolide)

22 Set | Big Band do Município da Nazaré
Parque da Bela Vista

23 Set | Orquestra Jazz de Matosinhos + Manuela Azevedo
Largo da Ajuda (junto ao Palácio)

29 Set | LUME – Lisbon Underground Music Ensemble
Jardim Amália Rodrigues (Parque Eduardo VII)