Documentário sobre a editora Blue Note no Doclisboa

A edição 2018 do festival Doclisboa arranca no próximo dia 18 de Outubro e, como habitualmente, não faltarão documentários sobre música (na secção “Heartbeat”). Um dos destaques do programa é o filme “Blue Note Records: Beyond the Notes”, da autoria da realizadora Sophie Huber. O documentário tem como foco a lendária editora Blue Note, cujo percurso se confunde com a própria história do jazz, juntando entrevistas com músicos, imagens de arquivo e sessões de gravação. O filme terá duas exibições no festival, nos dias 18 de Outubro (21h15) e 25 de Outubro (16h15), ambas na Culturgest.

Gravações inéditas de Dexter Gordon e Woody Shaw

A editora Element editou este ano gravações inéditas de dois músicos lendários, Dexter Gordon e Woody Shaw. Foram agora publicados em CD e LP registos de concertos que os dois músicos americanos deram na Europa e Japão, gravações que não tinham sido editadas até ao momento. Do saxofonista Dexter Gordon foram lançados os discos “Tokyo 1975” e “Espace Cardin 1977” (gravado em Paris). Do trompetista Woody Shaw foram editados os registos “Tokyo ’81” e “Live In Bremen 1983”.  Na gravação de Tóquio Dexter Gordon lidera um quarteto com Kenny Drew (piano), Niels-Henning Ørsted Pedersen (contrabaixo) e Albert “Tootie” Heath (bateria). Já na actuação de Paris Gordon está acompanhado pelo contrabaixista Pierre Michelot, pelo baterista Kenny Clarke e, atenção, pelo pianista Al Haig (este é o único registo gravado da colaboração entre estes dois músicos). No disco “Tokyo ’81” Woody Shaw está à frente de um quinteto com Steve Turre (trombone), Mulgrew Miller (piano), Stafford James (contrabaixo) e Tony Reedus (bateria) – a mesma formação que gravou “The Time is Right” (1983). No concerto “Live In Bremen 1983” o trompetista lidera um quarteto com os mesmos músicos, com a excepção do trombonista. Não sendo discos fundamentais para se compreender o percurso de cada um dos músicos, nem tendo propriamente um som perfeito, são objectos interessantes, particularmente para coleccionadores e completistas.

Ao vivo: Angrajazz 2018

Chegado à sua 20ª edição, o festival de Angra do Heroísmo aproveitou a ocasião para celebrar: apresentou um total de sete concertos, incluindo três orquestras, lançou o segundo disco da Orquestra Angrajazz e, apesar do cancelamento de última hora de Jazzmeia Horn, conseguiu encontrar em Camila Meza uma substituição de bom nível.

Reportagem completa no site Jazz.pt:
https://jazz.pt/report/2018/10/12/festa-20-anos-depois/

Jazz ao Centro 2018: jazz regressa a Coimbra

Sylvie Courvoisier & Mary Halvorson

O jazz vai regressar a Coimbra. A edição 2018 do festival Jazz ao Centro realiza-se entre os dias 17 e 27 de Outubro, em diversos espaços da cidade. Os principais destaques do festival são o Carla Bley Trio (com Steve Swallow e Andy Sheppard), o duo Sylvie Courvoisier & Mary Halvorson (estreia em Portugal), o LAN Trio (novo projecto de Mário Laginha com Julian Argüelles e Helge Norbakken) e o novo grupo que junta Alexander Hawkins, Mark Sanders e John Dikeman com os portugueses Hugo Antunes e Luís Vicente. Aqui fica o programa completo.

17 Out, 19h00: Sylvie Courvoisier & Mary Halvorson (Museu Machado de Castro)
18 Out, 22h00: Pinheiro / Ferrandini / Sousa (Salão Brazil)
19 Out, 22h00: André Fernandes’ Centauri (Salão Brazil)
20 Out, 22h00: Lokomotiv (Salão Brazil)
25 Out, 22h00: Fragoso Quinteto (Salão Brazil)
26 Out, 17h30-23h59: Apresentação da oficina / João Mórtágua “Holi” / Paisiel / Desidério Lázaro “Moving” (Centro Histórico de Coimbra)
26 Out, 21h30: Carla Bley Trio (Convento São Francisco)
27 Out, 21h30: LAN Trio (Convento São Francisco)
27 Out, 23h00: Antunes / Dikeman / Hawkins / Sanders / Vicente (Salão Brazil)

Vem aí mega-caixa do Art Ensemble of Chicago

O mercado de reedições está em alta e neste final do ano vem aí uma mega-caixa do Art Ensemble of Chicago. Esta box luxuosa, intitulada “The Art Ensemble of Chicago and associated ensembles”, será editada pela ECM e vai reunir 21 CDs, juntando discos editados pelo Art Ensemble of Chicago, seus músicos e projectos associados, como Wadada Leo Smith, Lester Bowie’s Brass Fantasy, Roscoe Mitchell & The Note Factory, Transatlantic Art Ensemble e Jack DeJohnette’s New Directions. Esta edição assinala o 50º aniversário da fundação do grupo de Chicago, reúne dezoito álbuns (incluindo três discos duplos) gravados entre 1978 e 2015, e ainda um booklet de 300 páginas.

Outubro no Hot Clube

Andy Sheppard [Fotografia: Márcia Lessa]

O Hot Clube de Portugal acaba de apresentar a programação para o mês de Outubro de 2018. Pela Praça da Alegria vão passar músicos e projectos como Andy Sheppard Quartet, Bode Wilson, José Salgueiro (Transporte Colectivo), Espen Eriksen Trio e Bernardo Moreira (Entre Paredes). A programação inclui ainda três noites dedicadas ao jazz da Extremadura, com concertos de Mili Vizcaíno Quintet, Iván Sanjuán 4tet e Javier Alcantara. Aqui fica o programa completo.

Programa [PDF]

André Santos leva “Mutrama” ao São Luiz

[Fotografia: Márcia Lessa]

O guitarrista madeirense André Santos vai apresentar o seu novo projecto “Mutrama” ao vivo no Teatro São Luiz, em Lisboa. Neste projecto o guitarrista revisita a música tradicional madeirense, acompanhado por vários talentos da cena jazz portuguesa, onde se destacam músicos convidados como Salvador Sobral e Maria João. O concerto realiza-se no dia 4 de Outubro no São Luiz e os bilhetes estão disponíveis em www.bol.pt ou na bilheteira do teatro. O disco já está disponível para escuta online.

Vem aí música nova de Eric Dolphy

Pouco depois da edição de uma gravação inédita de John Coltrane, saiu agora o anúncio de que vem aí música nova de outro gigante, Eric Dolphy. A editora Resonance vai editar “Musical Prophet: The Expanded 1963 New York Studio Sessions”, álbum que reúne material gravado após a saída de Dolphy da Prestige Records e pouco antes de gravar o genial “Out To Lunch!”. Este novo álbum reúne dois discos previamente editados – “Conversations” e “Iron Man” – e um terceiro disco com material inédito, gravações de estúdio alternativas nunca antes editadas (“alternate takes”). Nestas gravações Dolphy tem a companhia de músicos como Sonny Simmons, Woody Shaw, Richard Davis e Bobby Hutcherson. A 23 de Novembro vai sair a edição em triplo-vinil, a 25 de Janeiro será editado o CD (triplo).

Guimarães Jazz apresenta cartaz de luxo

Aziza

O festival Guimarães Jazz acaba de apresentar a programação da sua 27ª edição, que se realiza ente os dias 8 e 17 de Novembro. Mais uma vez o festival minhoto apresenta um cartaz de luxo, onde não faltam grandes nomes internacionais. Por Guimarães vão passar músicos como Dave Holland (com o quarteto Aziza), Steven Bernstein, Avishai Cohen (o trompetista) e Dave Douglas (num supergrupo com Jon Irabagon, Mary Halvorson, Rafiq Bhatia, Bill Laswell e Ches Smith). O festival encerra com a actuação da Mingus Big Band, ensemble que celebra a música do lendário Charles Mingus e reúne nomes como Wayne Escoffery, Robin Eubanks ou Jack Walrath. Aqui fica o programa completo de concertos.

8 Nov, 21h30: Aziza (Dave Holland, Chris Potter, Kevin Eubanks e Eric Harland)
9 Nov, 21h30: Marquis Hill Blacktet
10 Nov, 18h30: Pablo Held Trio
10 Nov, 21h30: Steven Bernstein’s Millennial Territory Orchestra
11 Nov, 17h00: Big Band e Ensemble de Cordas ESMAE (dirigida por Matt Ulery)
11 Nov, 21h30: Projeto Guimarães Jazz / Porta-Jazz (João Grilo, Simon Olderskog Albertsen, Christian Meaas Svendsen, José Soares + vídeo de Miguel C. Tavares)
12 Nov, 21h30: David Helbock’s Random/Control
David Helbock, piano, eletrónicas, percussão
13 Nov, 21h30: João Barradas’ Own Thoughts From Abroad (com Greg Osby)
14 Nov, 21h30: Orquestra de Guimarães com Léa Freire Quarteto “Cartas Brasileiras”
15 Nov, 21h30: Dave Douglas’ Uplift (com Jon Irabagon, Mary Halvorson, Rafiq Bhatia, Bill Laswell e Ches Smith)
16 Nov, 21h30: Avishai Cohen Quartet
17 Nov, 18H30: Matt Ulery’s Delicate Charms
17 Nov, 21H30: The Mingus Big Band

Outubro na Porta-Jazz

Diogo Vida

Depois do Verão no Palácio de Cristal, a programação Porta-Jazz volta em Outubro com os concertos semanais, os já habituais Sábados Porta-Jazz. Neste mês actuam Desidério Lázaro (6 Out), Diogo Vida (13 Out). André Fernandes’ Centauri (20 Out) e Paulo Gomes Trio (27 Out). A Porta-Jazz promove ainda uma oficina e concerto de François Moutin e Kavita Shah (19 Out) e uma série de conversas, “Jazz Sem Tretas”, sobre o movimento jazz do Porto (às quintas-feiras). Acaba também de ser anunciado o lançamento de um novo disco do Carimbo Porta-Jazz, um curioso duo de contrabaixos de Demian Cabaud e Torbjorn Zetterberg. O disco “A Terra é de Quem a Trabalha” será apresentado ao vivo no Auditório da FEUP – Faculdade de Engenharia do Porto (3 Out).