Disco: “Fragments of Always” de José Lencastre Nau Quartet

José Lencastre Nau Quartet
“Fragments of Always”
(FMR, 2017)

Para aquele que será o seu projecto de assinatura mais pessoal, o saxofonista e improvisador reuniu um quarteto de luxo com alguns dos mais notáveis improvisadores nacionais. Na bateria está João Lencastre, seu irmão, baterista e compositor de créditos firmados com uma discografia sólida ao leme do grupo Communion, que também acaba de editar o disco “Movements In Freedom” (Clean Feed). No piano está Rodrigo Pinheiro, pianista do celebrado RED Trio, membro dos grupos Earnear e Clocks and Clouds, e que este ano participou como convidado no concerto Life and Other Transient Storms no Jazz em Agosto (melhor concerto do festival, um dos melhores concertos do ano). No contrabaixo está Hernâni Faustino, também do RED Trio e membro dos grupos Falaise, Rodrigo Amado Wire Quartet, Staub Quartet, Vítor Rua & The Metaphysical Angels, Elliott Levin’s Lisbon Connection e Nobuyasu Furuya Trio, entre outros. Todos músicos experientes e com trabalho rico no mundo da improvisação, portanto. (…)

Texto completo no site Bodyspace:
http://bodyspace.net/discos/3237-fragments-of-always/

Gonçalo Almeida a solo na SMUP

Antecipando a consoada, Gonçalo Almeida vai apresentar um concerto a solo na SMUP (Parede), no dia 23 de Dezembro. O versátil contrabaixista português reside actualmente em Roterdão e integra os grupos LAMA, Albatre, Tetterapadequ e Spinifex, entre outras parcerias e colaborações. Na SMUP irá apresentar-se sozinho em palco, acompanhado apenas pelo seu contrabaixo. O concerto tem início marcado para as 22h00 e a entrada vale 4€.

https://cylinderecordings.bandcamp.com/track/monologue

ZDB estreia quarteto inédito

Gabriel Ferrandini e Luís Lopes [Fotografia: Vera Marmelo]

A Galeria ZDB, em Lisboa, vai promover a estreia de um quarteto inédito de improvisadores. O grupo vai reunir três nomes fundamentais da cena improv portuguesa – Rodrigo Amado (saxofones), Luís lopes (guitarra) e Gabriel Ferrandini – com o norte-americano Fred Lonberg-Holm (violoncelo). O concerto está agendado para o dia 8 de Dezembro, às 22h. Os bilhetes custam 8€ e estão à venda na Flur Discos, Tabacaria Martins e ZDB (reservas@zedosbois.org).

Joe McPhee e Paal Nilssen-Love na ZDB

A dupla Joe McPhee & Paal Nilssen-Love vai apresentar-se ao vivo na Galeria  ZDB, em Lisboa, no dia 6 de Dezembro. O lendário multi-instrumentista americano e o baterista norueguês, que acabam de editar a box “Candy” (7 discos!), regressam à ZDB para  mais uma sessão de improvisação old school. Os bilhetes custam 8€ e estão disponíveis na Flur Discos, Tabacaria Martins e ZDB (reservas@zedosbois.org).

Há improvisação em Aveiro


Helena Espvall [Fotografia: Vera Marmelo]

No mês de Dezembro realiza-se a quarta edição do MEIA, o Festival de Música Experimental e Improvisada de Aveiro. O festival realiza-se nos dias 15, 16 e 20 de Dezembro e terá lugar na VIC Aveiro Arts House. Serão apresentados sete concertos ao longo de três noites e o programa inclui nomes como Helena Espvall, São Bernardo, Pássaro Macaco, os espanhóis Fuego e Escaire e o grupo Ensembleia (Helena Espvall, Bernardo Álvares, Bruno Pinho, Rui Veiga e Bitocas Fernandes). Aqui fica o programa completo.

15 Dez, 21h30: São Bernardo
15 Dez, 22h30: Helena Espvall
15 Dez, 23h30: Ensembleia
16 Dez, 21h30: Pássaro Macaco
16 Dez, 23h00: Salvi / Carvalhais / Tudela / Morais
20 Dez, 21h30: Fuego
20 Dez, 22h30: Escaire

Granular Fest realiza-se em Dezembro


Fred Lonberg-Holm

O Granular Fest vai realizar-se nos dias 15 e 16 de Dezembro. O festival é promovido pela Granular, associação cultural dedicada ao desenvolvimento e promoção da arte experimental, e vai apresentar um total de quatro concertos de música improvisada, reunindo músicos nacionais e internacionais. No dia 15, sexta-feira, actuam dois grupos: o quarteto de Carlos Zíngaro, Fred Lonberg-Holm, Alvaro Rosso e Nuno Morão e o trio Emídio Buchinho, Carlos Santos e Abdul Moimême. No sábado actuam mais duas formações: quarteto de Pedro Carneiro, Yedo Gibson, João Madeira  e Ulrich Mitzlaff e o trio CCV Wind3 (Paulo Curado, Paulo Chagas e João Pedro Viegas) com o convidado Rodrigo Pinheiro. O festival terá lugar no O’culto da Ajuda, em Lisboa, e os concertos começam às 21h30.

Livro: “Convergences, Divergences and Affinities”

“Convergences, Divergences and Affinities:
The Second Wave of Free Improvisation in England 1973–1979”

Trevor Barre
(Compass Publishing, 2017)

Com o livro Beyond Jazz – Plink, Plonk & Scratch o inglês Trevor Barre fez a cartografia da génese da improvisação livre em Inglaterra, focando-se num período temporal entre os anos de 1966 e 1972. Neste novo livro Convergences, Divergences and Affinities o autor continua o trabalho e analisa a chamada “segunda vaga” da improvisação entre 1973 e 1979 (novamente um período de sete anos). Se no primeiro volume era analisado o nascimento da música livre (identificando os primeiros momentos, os primeiros concertos, as primeiras salas) até ao processo de afirmação de nomes que ficaram para a história – como Evan Parker e Derek Bailey -, neste seu segundo livro Barre faz a continuação da história, focado na evolução da música durante a década de 1970.  Continue reading “Livro: “Convergences, Divergences and Affinities””

Manuel Mota lança disco duplo


[Fotografia: Vera Marmelo]

O guitarrista Manuel Mota acaba de anunciar o lançamento de um novo álbum. Editado com o selo Headlights, o disco tem formato duplo e tem como título “I II”. Este novo álbum reúne um conjunto peças de guitarra solo que Mota gravou no início deste ano de 2017 e a edição está limitada a 200 cópias. O disco novo – e outro material antigo, como o excelente “Sings” – pode ser escutado no Bandcamp de Manuel Mota, recentemente criado: manuelmota.bandcamp.com.